Desenvolvimento Pessoal

Autoconhecimento por si só, não vale muita coisa

Autoconhecimento - Matheus Peracine
Matheus Peracine
Escrito por Matheus Peracine

Imagine a seguinte situação: Você tem uma empresa e precisa de uma consultoria de marketing.O cara simplesmente chega na sua empresa, levanta os dados e faz uma apresentação linda no PowerPoint. Nela ele apresenta tudo o que tem de errado na empresa… E só.

É quase a mesma coisa ao você começar a se entender. Trazer a luz os pontos fracos e coisas a melhorar, por si só, não muda muita coisa.
Claro que o fato de ter essa consciência vai te colocar à frente de bilhões de pessoas que não sabem quem são e muito menos o que querem da vida!

Mas você pode fazer muito mais com o que aprendeu de si mesmo.

Imagina a mesma situação da consultoria de marketing na sua empresa. Mas agora ao invés de apenas citar os problemas, o consultor propõe soluções a serem implantadas, mensuradas e se propõe a acompanhar de perto todas as ações executadas.

Bem diferente, não é mesmo?

É melhor procurar a solução dos seus problemas do que apenas trazê-los à tona.

Sabe aquela pessoa que só reclama? Pois então.. Ela só reclama mesmo.

Eu fiz um texto pra te ajudar um pouco no seu Autoconhecimento -> http://www.matheusperacine.com/18-perguntas-para-seu-autoconhecimento/

Refletir e se conhecer não é fácil e nem muito menos gostoso, mas vale a pena. Porém, além de iluminar várias questões como: Em que acredito? Porque acredito? – por exemplo – Você deve focar em como resolver as questões que não vê vantagem em manter.

Digamos que você identifique ao longo de sua jornada, que umas das coisas que você acredita jamais te ajudará a conquistar seu sonhos. Exemplo: Você sempre acreditou que pessoas pobres são dignas e pessoas ricas são desmerecedorasPorém, um dos seus sonhos é ter um belo carro importado e um apartamento maior que esses da MRV, Hahaha.

Uma coisa não condiz com a outra. O que você acredita como verdade, briga com o O que você deseja pra sua vida, e você não está em harmonia

É como acreditar que ir pra direita é bom, mas o caminho para o bem é o da esquerda. Logo, das duas uma. Ou você nunca conseguirá o que deseja, ou, ao conseguir, se sentirá mal e pra baixo (algumas pessoas até perdem o que conquistaram para se sentirem bem), mas isso de maneira inconsciente, principalmente para o que não se conhecem verdadeiramente.

Então o que preciso fazer, Matheus?

Nesse caso específico você pode combater essa sua crença quanto a dinheiro e pessoas ricas.
Conhecer e conversar com pessoas que tem o que você tem e sentir na pele se realmente essas pessoas não são dignas como você imaginava antes.


Você sabe o gosto do Tchopan Napoli feito com creme de leite e ervilhas moneiradas?


Eu também não, pois não existe esse prato. Logo, só posso imaginar como isso seria mas na prática nem ao menos sei se é bom ou não, apenas vive dentro da minha cabeça essa “verdade”.

Algumas pessoas tem medo de barata (e não somente mulheres!) e causa nojo ao imaginar aquela grande voadora indo em sua direção. Porém, quantas pessoas que você conhece que isso realmente aconteceu? Muito poucas. E mesmo assim o medo e nojo é nutrido.

Percebe? Algumas coisas acreditamos que são de determinada maneira sem ao menos termos experimentado e a vida está aí para isso… Para aprendermos e evoluirmos e não ficarmos com “achismos”.

Para concluir. Ao descobrir suas verdades, seus receios, seus pontos a serem melhorados (nunca mais fale defeitos!), não basta apenas ter consciência disso afim de realmente mudar de vida. Você precisa trabalhar isso para ajustar as velas do seu barquinho em direção a tudo o que você quer na sua vida.

E se for difícil, basta encontrar um bom terapeuta, bons livros, e às vezes até um bom Coach e ou Mentor para te ajudar a trabalhar isso e te amparar afim de você conquistar os seus objetivos. E claro, você pode contar com a sinceridade de seus amigos e familiares para isso. Uma visão de fora de quem está perto de você todos os dias, nos bons e maus momentos, é muito bem vindo.

Foque na sua melhoria contínua (Kaizen) e jamais se arrependerá.

Sempre busque entender mais das suas ações e pensamentos e quando encontrar algo que não está te ajudando muito, tente mudar alguns hábitos e comportamentos para ter uma vida mais abundante, alegre e serena.

Espero que esse texto tenha te ajudado e te despertado a se aprimorar, a enfrentar seus medos e o melhor… A você mesmo.

Um grande abraço!

Matheus Peracine

Sobre o Autor

Matheus Peracine

Matheus Peracine

Escritor, Empreendedor e Mentor. Ajudo as pessoas a mudarem suas mentes e atitudes para conquistarem seus objetivos. Fundador do EU 2.0.

Comente

1 Comentário

Deixe um comentário